Panteão Nordico

De SmitePédia-A enciclopédia brasileira de Smite
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do panteão Nordico

O panteão Nórdico é constituído de deuses cultuados na Escandinávia. Cultuados pelos Vikings, a religiosidade nórdica era de natureza tolerante, sem fanatismos nem adoração extremada. Foi fruto de uma sociedade profundamente rural, realista e pragmática, que concedia privilégio a uma magia objetiva. O escandinavo escolhia um deus protetor e mantinha vínculos de tipo pessoal e utilitário, uma espécie de contrato. Esses homens não praticavam a oração, meditação nem a mística. Quando necessitava, ele invocava o seu deus particular sob a forma de petição, oferecendo algo em troca. A base do cosmos seria uma árvore, conhecida como Yggdrasill, que uniria os nove mundos e os três níveis do universo (dos deuses, dos homens e os submundos). As concepções de vida após a morte eram divididas em torno de dois grandes espaços: Os que morrem em batalhas, indo para o palácio do Valholl, ou paraíso, juntar-se às valquírias de Freya e ao deus Odin; e de outro lado, os que morrem de doenças, velhices ou acidentes e vão para os subterrâneos do reino de Hela, ou inferno. Os nórdicos acreditavam também que, no futuro, as principais deidades seriam destruídas e o universo renovado na batalha final, durante o Ragnarok, no qual deuses e monstros tombariam sem distinção.

O mais poderoso deus era Odin e considerado o pai dos deuses, marido de Frigg e pai de Baldr, Bali, Hödr, Thor, Tyr e Váli. Odin era uma deidade assustadora, furiosa, violenta, cruel, cínica, enganadora, mas ao mesmo tempo também era o inspirador das poesias e da magia, presidia as batalhas e do alto de seu trono observava tudo o que acontecia no universo. O mais popular das crenças nórdicas foi Thor, o deus do poder e da força, dos juramentos, do raio, do relâmpago e das chuvas e do tempo. Utilizando seu martelo (Mjölnir), Thor defendia humanos e deuses dos poderes destrutivos dos gigantes. Era casado com Sif, a deusa dos cabelos de ouro. A deusa mais famosa foi Freya, regente do amor, prazer, casamento e fertilidade. Tyr foi uma divindade associada com a guerra, mas essa característica acabou sendo suplantada por Odin durante a era Viking. Balder era o deus identificado com a perfeiçao, bonito e bondoso filho de Odin e Frigg. Freyr era associado com a fertilidade e o frutificar da terra. O mais enigmático dos deuses foi Loki. Era uma deidade inteligente, humorada, maliciosa, enganadora e completamente amoral. Em várias situações poderia auxiliar os deuses, mas em outras foi o principal motivador de intrigas.

Em smite os deuses do panteão nórdico são:

Fafnir Fenrir Freya Hela Loki Odin Ratatosk Skadi Sunna Thor Tyr Uller Ymir

Rumores e menções

  • Hati
  • Jormungand
  • Mani
  • Niord
  • Skoll
  • Sleipnir


Modo Assalto

O modo Assault é o modo que representa o panteão nórdico.

Odisseia

Odisseia 2015
Esta é a lista de itens especiais da Odisseia Nórdica:

  • Aparência Pixel Buster, da Freya.
  • Aparência de vigia Viking Raider.
  • Aparência Lord Retalinghton III, do Fenrir.

Odisseia 2016
Esta é a lista de itens especiais da Odisseia Nórdica:

  • Skin Ragnatoskr do Ratatosk
  • Ward skin Gnomo

Curiosidade

  • A primeira divindade Nórdica a aparecer na tela de login e inaugurar o tema do panteão Nórdico foi Fenrir.
  • O panteão nórdico, até agora, é o único panteão com deuses que podem mudar de instância (Uller, Hela e Tyr).
  • Os deuses do panteão nórdico aparecem na série de vídeos chamado "SMITE Machinima" feito pela Hirez Kelly, os videos podem ser vistos aqui: 1°vídeo, 2° vídeo, 3° vídeo, 4°vídeo e vídeo 5.

Tema